sábado, 19 de setembro de 2009

MICC - Ministère de l’Immigration et des Communautés Culturelles

Fomos pessoalmente lá na primeira semana de nossa chegada e marcamos um rendez-vouz para o dia seguinte. Este rendez-vous consistia em uma reunião com alguns imigrantes e o nosso estava marcado para às 10:30, como perdemos o ônibus, por causa de 10 segundos de atraso, o Daniel levou a gente até lá de carro e acabamos chegando praticamente uma hora antes...rsrsrs.
Na nossa reunião havia nós de brasileiros, um casal da França e 3 pessoas da Tunísia. A agente d'accueil, que é uma funcionária do governo forneceu um cartão com os contatos dela e fez uma breve explicação dos seguintes assuntos: Carte de résident permanent, Numéro d'assurance social, Carte d'assurance maladie, Permis de conduire (carteira de motorista), transport em comun, logement, services de garde, inscriptions à l'école para as crianças, equivalência de estudos e o curso de francês do governo (francisation).
Foi nos fornecido um envelope com o formulário de inscrição para a francisação do governo que depois preenchemos em casa e postamos pelo correio junto com uma cópia da Confirmação de Residente Permanente. Agora temos que aguardar eles nos convocarem para um teste para saber o nosso nível de francês e depois então aguardar para começar o curso. Sabemos que a fila de espera para o curso em tempo integral está grande, mas mesmo assim fizemos a inscrição. No entanto, apesar do curso ser gratuito e ainda fornecer uma ajuda de custo semanal de CAN 115,00, não estamos pensando em fazê-lo, preferimos começar logo outro curso e ter a possibilidade de trabalhar durante o dia.
No MICC aproveitei para mudar o meu endereço de correspondência da minha solicitação de equivalência de estudos que enviei do Brasil. Fui informada que o meu pedido estava em Montreal e que como já estou por aqui eles vão pedir para enviar a minha solicitação para Québec, porque aqui a avaliação é mais rápido. Aff!

O MICC de fato preencheu a nossa semana, porque após o primeiro rendez-vous fomos inscritos para participar de 14 à 18 de setembro, à tarde, do “Calendrier des Sessions d'Information pour les Noveaux Arrivants”, que foi uma semana de palestras com as temáticas: Sociedade quebecoise e particularidades linguísticas, Valores individuais e coletivos, Sistema escolar, Leis escolares, Normas do trabalho, Realidades do mercado de trabalho e Recursos de ajuda e integração profissional e econômica.

Gostei muito das palestras, além do fato de termos conhecido outros brasileiros por lá e outras pessoas de diversas nacionalidades.
O que ficou mais latente para mim nas palestras foi que: de fato o Québec fornece todo um suporte para imigrantes, basta saber como e onde acessá-los. O Québec valoriza a competência profissional e não o seu diplôma. A concepção de subemprego no Québec é bem diferente do que se pensa no Brasil, aqui trabalho é trabalho (rsrsrs), digo independe a função ou o tipo de trabalho que vc exerce. A maior parte da oferta de emprego aqui é para quem tem nível técnico e universitário, ou seja se vc tem um mestrado e/ou doutorado suas chances de se inserir no mercado de trabalho aqui diminuem. Questões para refletir...
Ha... para a próxima semana foi agendado outro rendez-vous, só que desta vez individual.

- MICC - l'adresse à Québec: 930, Chemin Sainte-Foy
- Tél. 418 646-1605
- Site: www.immigration-quebec.gouv.qc.ca

7 comentários:

Taty disse...

acho que a questão é o emprego "inicial"... mas a longo prazo acho que dão valor a mestrado, doc ect etc

Anônimo disse...

Amiga,
Muito bom o seu relato.
Registre o meu e-mail pessoal:grasi0504@gmail.com
Bjs,
Grasi

walmor disse...

Q semanas hein !!! Cabô as ferias !!! Boa sorte pra vcs aí !!

Anônimo disse...

amigos...nossa mtas aventuras mas estou feliz que as coisas estão caminhando como vcs esperavan.....

saudades
bjs

Elaine Moreno

Veronica disse...

Olá, eu estudo no Clac e estava na turma do seu marido. Fico muito feliz por terem realizado esse sonho.
Estou adorando seu blog, ele está me ajudando muito.
Como você citou que eles dão preferência a técnicos, poderia me informar se meu diploma de técnico de enfermagem é válido por aí e se essa profissão é solicitada.
Além do curso de técnico de enfermagem também tenho bacharel em administração de empresas e meu marido tá terminando letras( português/francês), só então daremos entrada no processo.
Só não sei se fica mais fácil se eu der a entrada nos papeis ou ele, devido as nossas profissões.
Obrigada!!
Bjs!

Giselle e Rogério disse...

Veronica, enfermagem está em alta por aqui e o salário é muito bom. Nao sei se para técnico é necessário fazer equivalencia, mas acredito que algum cursinho terá q fazer. Faca o teste online primeiro com vc sendo a requerente principal e depois com seu marido, faca quantas vezes for necessario mudando as opcoes. O proprio site indica quem deve ser o requerente principal de acordo com a pontuacao.
Bjs!

lucianoogm disse...

Adorei o Blog, muito elucidativo parabéns e sucesso!!!