quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Da Partida à Chegada

Olá, povo!!!! Chegamos!!!! Há 1 semana... hehehe
Mas vamos ao que interessa, pq o que não falta é assunto.

Partida
Não preciso dizer que a parte mais difícil pra gente foram as despedidas. Pensei sinceramente que seria mais fácil, mas não foi, dentro do avião a ficha finalmente caiu. Não irei me prolongar neste assunto pq ele me deixa triste, mas foi muito bom ter estado entre amigos e familiares nos últimos dias no Brasil e a presença de alguns no aeroporto tb foi legal para nos despedirmos mais de uma vez nos últimos minutos antes da partida.

Nos aeroportos do Brasil (Rio - São Paulo)
Tensão na hora de pesar as 6 malas que não poderiam passar de 32kg cada uma. Além disso, existia a possibilidade da TAM não querer aceitar o nosso excesso de bagagem já que usariamos os seus serviços até o voo para SP, onde pegariamos outro voo pela Air Canada. Mas quanto a isso, sem problemas, informamos que éramos imigrantes e conseguimos despachar as malas com tranquilidade, acho que a parceria da Star Aliance ajudou neste sentido. Quanto ao peso das bagagens, duas ultrapassaram em 900 gramas, mas a atendente ignorou e colocou como 32,0Kg. Ufa! Ficamos aliviados, mas a atendente continuava tensa, pegou o seu radinho e se dirigiu a outro guichê para falar com outros funcionários. Ao retornar nos explicou que como o voo para SP estava com um atraso de cerca de 1:30 ela foi pedir para avisarem a Air Canadá em SP, e que a gente teria que dar uma corridinha quando chegássemos lá. Tranquilo, pensamos, afinal há um intervalo de 4 horas entre a chegada em SP e o voo de partida para Toronto, 1 hora e meia de atraso não faria muita diferença. Engano nosso! Tivemos que correr e muito em Guarulhos e mesmo assim ainda perdemos o horário do check-in. O carinha do guichê ainda ficou de “marrinha” dizendo que perdemos o horário e que ninguém da TAM tinha avisado, blá-blá pra cá e pra lá ele pediu autorização para embarcarmos, que obviamente foi aceita. Lamentavelmente, não conseguimos nos despedir dos primos e tias do Roger que estavam em Guarulhos nos esperando, super frustrante.

Nos aeroportos do Canadá (Toronto – Québec)
Serviço de bordo da Air Canadá excelente, apesar do café horrível (bem vindo ao Canadá). Mas o melhor de tudo foi a telinha com os filmes, desenhos e músicas disponíveis em cada cadeira, ajudou a passar o tempo já que não foi muito confortável a viagem.
Chegamos em Toronto de madrugada e depois de passarmos por um “milhão” de funcionários e agentes de imigração, que não eram là muitos simpáticos e onde a maior parte da comunicação foi feita em inglês, fomos buscar as bagagens para despachá-las novamente. Já sabiamos que tinhamos que ter CAN 2,00 trocados para pegar cada carrinho para transportar as bagagens, mas não conseguimos trocar o $ antes, a sorte è que aceita cartão de crédito. Entao, gastamos CAN 4,00 no American Express. rsrsrs
Pegamos um avião micro de Toronto para o aeroporto de Québec e enfim chegamos à Cidade de Québec. Aeroporto pequeno, funcionários atenciosos e super simpáticos, todos falando em francês. Que maravilha! Ainda bem que escolhemos ficar por aqui. Rsrsrs. Neste aeroporto não precisamos pagar para utilizar os carrinhos para transportar as bagagens. Que aliás chegaram intactas, fora alguns arranhões e o meu chaveiro de ursinho personalizado com o meu nome que havia em uma delas que foi roubado. Mas a culpa foi minha, rsrsrs “dei mole”, eu tinha q ter colocado para dentro como sempre faço nas viagens, mas acabei esquecendo.
Nos dirigimos ao balcão de informação e perguntamos a recepcionista se era possível conseguirmos um taxi para transportar toda a bagagem, caso contrário ligaríamos para o Daniel (dono da casa que alugamos) para que ele pudesse vir nos buscar e levar uma parte das malas, já que ele se ofereceu para nos pegar no aeroporto.hehehe. Mas não precisou, a funcionária do aeroporto nos levou até o ponto do taxi e pediu aos taxistas um carrão. Rsrsr. Custo da corrida do aeroporto até L'Ancienne Lorette, CAN 30,00. O trajeto levou cerca de 8 minutos, imagino que quem vá direto para Ste-Foy gastará pelo menos o dobro.

Chegada ao logement
O Daniel não estava em casa, mas se encarregou de colocar bilhetes com setinhas nos mostrando a entrada do nosso logement. Em cima da mesa um cartão de boas vindas acompanhado de uma barra de chocolate. O logement não me decepcionou em nada, então valeu a pena confiar. É um sous-sol bem equipado, mobiliado como no anúncio, roupa de cama, toalhas, produtos de limpeza, panelas, talheres e tudo que precisamos em uma casa, inclusive uma área de serviço com lavadora e secadora. Chegamos tão cansados que não tivemos força para sair de casa. Lançamos mão de dois pacotes de miojos que trouxemos dentro das malas e depois de comer dormimos. Trouxemos do Brasil os miojos, café e um pacote de sopa, foi o que nos salvou neste primeiro dia, já que não estávamos disposto a andar para procurar comida. À noite o Daniel chegou e veio falar com a gente, perguntou se estávamos precisando de algo, disse que poderíamos utilizar as bicicletas da casa e ainda emprestou o violão dele para o Rogério e o cartão da biblioteca. Utilizamos o telefone dele para ligar para o Luiz que nos levou para dar uma voltinha pela cidade à noite.

L'Ancienne Lorette
Bairro belíssimo e extremamente residencial. Tem tudo o que se precisamos por perto, mercado, dépanneur (onde pudemos fazer pequenas compras para casa e tb comprar um cartão telefônico), Jean Coutu (onde compramos nosso passe de ônibus), escola primária, biblioteca, farmácias, agências de bancos, CLSC de L'Ancienne-Lorette (Centre de Santé et de Services Sociaux) e a bela igreja Notre-Dame de l'Annonciation.
L'Ancienne fica a cerca de 25 minutos de Sainte-Foy de ônibus, de carro é bem mais rápido acho que uns 10 minutos. Para nós imigrantes, penso que este não é o lugar ideal para morarmos logo no começo porque tudo acontece e se resolve en Ste-Foy, mas L`Ancienne é um bom lugar para se comprar uma casa para morar definitivamente, por exemplo. Em geral os vizinhos são pessoas idosos e famílias com crianças. Detalhe, que não vi nenhuma plaquinha de aluguel por aqui somente de venda.





Meu modelo favorito chegando com as compras. hehehe



Atrás da casa passa um rio, com água limpa...

A Igreja de Notre Dame de l`Annonciation

9 comentários:

Flávio e Maíra disse...

Que maravilha Gi!!!

Pas de problème!! Je déteste café!! :P

25 min de busão é besteira... contanto que você chegue onde tem que chegar... você precisa dar uma volta de ônibus aqui em Campinas! :P

Rogério.. vai olhando aí quais são as lojas boas de instrumento... a proposta de tirar um som ainda está de pé!! Vai treinando!!! hheheuheuhe

Amigos, sucesso, felicidades e estamos aqui na torcida!!


Abraços,

Flávio e Maíra

Taty disse...

meu, que chato que não deu pra falar tchau pro resto da familia.. mas que bom que deu tudo certo, que chegaram bem...

nossa, lindas fotos... coloque mais hein eheheh e não nos abandone, pobres mortais ainda no brasil hua hua hua...

beijocas e mil felicidades na nova jornada...

Marcos, Simone, Lucca e Julie disse...

Gi, Rô,

Que bom que chegaram bem! Não vemos a hora de pousar de novo nesse aeroporto pequenininho, dessa vez em definitivo...

Abraços e bonne chance!

Marcos, Mone, Pupa e Duli-Duli
J'm'appelle Caillou

Mariane, Richard e Ricardo disse...

Amigos, que bom que deu tudo certo!! Mesmo com toda a correria a viagem de vcs. correu muito bem! o lugar aí deve ser lindo tbm, o que é esse riozinho aí atrás???? que delícia heim?? chegar em casa depois de um dia daqueles e ficar lá só ouvindo o barulhinho da água...enquanto não chega o friozão ainda dá, rsrsrsrs...bjocas Mari

Vanessa disse...

EEEEEEE...
Que coisa boa!
Legal que gostaram da viagem e que ótimo que já estão em terrinhas canadenses.
Sorte em tudo!
Beijos.

Vanessa, Saulo... e Margot - Destino Gelado.
www.vanessasaulo.blogspot.com

Rossana disse...

e êeeeew que bom, heim!!?

Eu tive aí há muito tempo, mas pelo que me lembro é uma cidade linda!!

Mil felicidades na nova vida!! E não esquece o blog, heim? hahaha

Bisous pour vous

Anônimo disse...

Rô e Gi,
Que bom que vcs chegaram bem. E melhor ainda, saber boas notícias. Deve ser maravilhoso ver que tudo o que viram pelas fotos, agora estam vendo de forma real. Confesso que estava ansiosa pra saber as novidades. As fotos são lindas!!! Pode colocar mais, a imaginação agradece. hhehehe
Que bom ver que o Roger, já está se familiarizando com Quebec. Pousou de dono de casa e tudo. hehehe
Como Maíra disse, tbm estamos aqui na torcida pelo sucesso de vcs.
Um abraço,
Grasi e Wesley

Adriana disse...

Gi,
que bom que está tudo bem com vcs aí. Coloque mais fotinho para que nós vejamos mais o futuro local de nossas férias! hahahahaha


Bjks,

Adriana
Ancheitópolis, Rj, Brasil.

Lely K. disse...

Olá Giselle e Rogério!

É bom saber que vcs chegaram bem por aí.
Depois de tanto planejamento, tanta coisa, a despedida é um pouco amarga, mas a chegada deve ser muito empolgante!
Muitas felicidades pra vcs nesta vida nova!

Abraços,

Lely