quarta-feira, 8 de setembro de 2010

1 ano de Québec

1 ano que chegamos aqui com nossa mudança em 7 malas. Neste tempo posso dizer que passei por descobertas nao só de uma lingua, de uma cultura e de um povo, mas descoberta de si mesmo. Em algumas destas descobertas, vi que sou mais brasileira do que eu pensava, amo mais a cultura do meu país, sua história e a pouca experiência de vida que eu tive enquanto vivi lá. Apesar disso, vejo também que o melhor lugar para eu viver nao é lá mas é aqui no Canadá, lugar que escolhemos para viver e que nos acolheu tao bem.
Confesso que em raros momentos eu me perguntava o que eu estava fazendo aqui, no tipo "que doidera largar tudo e vir morar aqui"... mas junto com esta reflexao nunca veio o sentimento de arrependimento, talvez o de fragilidade ou saudade. A minha ficha demorou um pouco pra cair... posso dizer que os 6 primeiros meses ainda vivia num conto de fadas, depois de 6 meses é que começaram a vir mais a saudade da familia, dos amigos, do trabalho, dos lugares, da comida e a maior saudade de todas minha cachorrinha... Mas, sinceramente, nada que nao pudesse ser bem administrado porque graças a Deus vivemos numa era bem moderna! rsrsrs
No entanto, a gente descobre que nao esta só aprendendo uma lingua e uma nova cultura, mas é como se a gente tivesse aprendendo a viver de novo, tudo de novo. Por mais segura que eu achava que fosse, a insegurança vem e às vezes vem bem forte e é neste momento que a gente corre o risco de perder a auto-estima e achar que a gente nao é capaz de nada aqui. Neste tempo eu já vi e ouvi cada coisa... gente que vem e volta, gente que chega de outras cidades pra recomeçar, casais que se separam, casais novos que se juntam, gente que chuta o pau da barraca e adota uma vida aloprada, gente que finge ser o que nao é, gente que ri, gente que chora, enfim... gente que é gente como a gente. rsrsrs
Eu, pra me fortalecer procuro usar algumas estratégias pessoais, mas uma coisa que me ajuda muito a viver melhor aqui é lembrar dos motivos que me trouxeram, das coisas boas que tenho aqui e que nao tinha e nao terei lá.
Vendo por esse ângulo resolvi listar aqui algumas pequenas coisas do dia-a-dia que gosto e que já me fazem tao bem.
  • Gosto de ver a natureza por todos os lados, onde as pessoas preferem cultivar jardins no quintal.
  • Gosto de saber que aqui eles tem respeito e cuidado pelos animais.
  • Gosto dos dias de sol, quando todos vao a rua simplesmente para passear.
  • Gosto dos dias de inverno, quando tudo fica bem branquinho e bucólico e por vezez você até duvida que vai surgir muitas cores e vida nas árvores secas e congeladas.
  • Gosto de sentir e ver cada estaçao, primavera, verao, outono e inverno.
  • Gosto de entrar e sair do carro sem ter medo de ser assaltada. Às vezes nem trancamos a porta ou fechamos o vidro quando vamos sair do carro e voltar depois rapidinho.
  • Gosto der saber que moro num país bilingue.
  • Ao mesmo tempo gosto de saber que aqui se fala mais francês do que inglês.
  • Gosto de saber que quando o feriado cai no fim de semana ele é transferido para um dia útil da semana.
  • Gosto de saber que fiz amizades verdadeiras por aqui em tao pouco tempo.
  • Gosto de perceber que os canadenses sao bem menos frio do que nos tinham dito.
  • Gosto das promoçoes e os preços baixos de coisas que no Brasil pagaríamos uma fortuna.
  • Gosto dos produtos de limpeza que sao aliados super eficientes das donas de casa...rsrsrs
  • Gosto de saber que ganhando o salário mínimo por aqui se consegue viver e ter lazer.
  • Gosto de saber que o governo está "presente" na maioria das vezes quando uma família passa por dificuldades.
  • Gosto de ver que os motoristas dos ônibus sao educados e nao fazem nenhuma distinçao entre os passageiros, como os estudantes, idosos, etc...
  • Gosto de ver como é bom morar numa cidade sem ter medo da violência.
  • Gosto de ver que moro num país menos desigual.

« Fragilidade não quer dizer fraqueza... pois os fortes em algum momento de sua vida também pensam em desistir, mas contrariando os fracos...eles só pensam... »

9 comentários:

Vanessa e Saulo disse...

Giselle e Rogério,
Parabéns pelo primeiro ano completo por aqui. Parabéns pela clareza de raciocínio de vcs e pé no chão. Parabéns por saberem administrar tão bem toda a loucura dessa mudança de vida e parabéns pelo amor que os une e que assim seja pra sempre... para que vcs tenham a cada dia mais saúde e felicidade na vida!
Beijão.

Vanessa, Saulo... e Margot - Destino Gelado.
www.vanessasaulo.blogspot.com

Tatiana disse...

adorei tudo o que você falou e concordo com tudo isso! Adoro tudo isso que vocÇe listou.... heh só que no meu caso, não sou tão brasileira não rs
Parabéns pelo primeiro ano!!! :)

Patinha disse...

Parabéns pelo 1º ano regado de equilibrio e bom censo!

Que venham outros e outros e que tudo se realize ao seu favor!

Bjss!!

Paola Tavares Silva Wortman disse...

giselle,
eu tb nos meus 15 anos morando fora do brasil descobri que sou MUITO brasileira. as vezes ate choro quando ouco uma musica brasileira de forma inesperada ... rsrsrs. acho que um dos melhores presentes que ganhei na vida foi nascer no brasil. ser brasileira faz parte da minha personalidade, do meu ser. mas mesmo com todo este amor a patria eu nao acho que voltarei a morar la ... quem sabe um dia, se for da vontade de Deus.
parabens a vcs por este ano de conquistas e crescimento pessoal. que os proximos anos sejam tao enriquecedores quanto este e repeltos de prosperidade.
beijos, paola

Andressa disse...

Nossa, com uma lista dessa deu até vontade....

Bom é morar num lugar onde Tiririca, mulher melão, Elymar Santos e Tati quebra barraco, NÃO são candidatos a deputados....

Aliás, como funciona a política aí?

Renderia um belo post...


Por aqui está A - TRE-VA!

Sra. Incrível disse...

Espero que quando estiver aí também descubra essa "brasileirisse" dentro de mim, porque vivendo aqui tá difícil...
Parabéns pelo ótimo texto!

Sra. Incrível
entaovamos.blogspot.com

Mahet disse...

Ainda iremos, Eu e Cris,lhe fazer companhia aí... Não concebo a ideia de morar aqui no Brasil pra sempre e a cada coisa escrita por você fortalece essa minha convicção e me questiono... Pq raios eu nasci aqui?? Acho que foi só pra levar a Cris para aí?? Quando penso nas possibilidade de criar um filho aí... não apenas uma ótima estrutura mas uma sociedade diferente... acho que só volto no Brasil para férias e visitar os parentes, se não fosse isso.. não pisara aqui nunca mais ... mas enquanto cá estamos temos que tentar construir uma coisa 'menos pior' mas tá dificil, ainda mais com a paulistada querendo eleger o Serra e colocando Alckmim no governo e Tiririca no congresso...

Paz e Luz
allan mahet
http://amahet.blogspot.com/

Mariane, Richard e Ricardo disse...

Nossa Gi, só vi este post agora...A-DO-REI!Adoro viver aqui por estas mesmíssimas razões...e o que vc. falou sobre a fragilidade então...gostei tanto que vou transcrever, ok?!Mais uma vez, parabéns por todas estas conquistas deste primeiro ano! bjos Mari

Juliana, Angelo e Miguelzinho disse...

Sempre que posso dou uma olhadinha no blog de voces e cada dia me surpreendo mais....
Gostei muito, em especial este post. Acompanho a caminhada de voces e nunca escrevi, mais diante de tudo o que escreveu, nao resisti e tenho que alem de agradecer, deixar os meus parabéns!!!!! Logo também queremos estar ai e curtir, agora com o processo iniciado e entrevista para a metade de novembro as coisas estão comecando a parecer nao tao distantes.
Juliana, Angelo e Miguelzinho
www.familiatambosi.blogspot.com